BLOG TD SYNNEX
O blog dos negócios de TI.

5 tecnologias que possibilitam uma cidade inteligente

Para que uma cidade inteligente funcione, ela precisa contar com uma série de tecnologias aprimoradas. Leia o artigo e saiba quais são elas: 

As cidades inteligentes ou smart cities, em inglês, surgiram com o objetivo de aumentar o crescimento econômico e fornecer serviços sustentáveis, visando melhorar a qualidade de vida da população. 

Para inovar a um nível elevado, o conceito baseia-se na Transformação Digital, utilizando seus principais adventos tecnológicos para realinhar os munícipios às necessidades e expectativas dos cidadãos, bem como para estabelecer estratégias sociais de longo prazo. 

Quanto maior for o índice de conectividade, poder computacional e armazenamento de informações, maior também será a capacidade de proporcionar cidades inteligentes viáveis.  

Os Data Centers, por exemplo, serão cruciais e terão que operar em conjunto com outras estruturas menores, otimizadas para computação de borda.  

Leia outros artigos relacionados às smart cities: 

A seguir, entenda mais sobre o conceito e acompanhe quais tecnologias tornam uma cidade inteligente 

Quais tecnologias possibilitam uma cidade inteligente? 

Não há como tornar uma cidade inteligente, sem adotar tecnologias aprimoradas e que consigam atender às necessidades da população, como:  

1. Rede 5G

A quinta geração da internet móvel é uma tecnologia que ajuda a manter milhões de dispositivos conectados com alta velocidade, reduzindo problemas de latência. Graças às suas características de última geração, potencializa e amplia a rede, tornando possível o funcionamento das cidades inteligentes. 

Além disso, o 5G também consegue auxiliar na coleta de dados, permitindo que mantenham suas informações atualizadas e tenham controle do que está acontecendo. Promove capacidade de receber e reconhecer dados relevantes de forma instantânea. 

2. Internet das Coisas (IoT)

Para que as cidades inteligentes funcionem é preciso estabelecer comunicação contínua. Por essa razão, a IoT não pode deixar de ser aproveitada pelos munícipios que desejam se modernizar. É uma tecnologia que consegue facilitar a comunicação entre usuários e serviços, por meio de equipamentos inteligentes.  

Acesse nosso treinamento

3. Big Data

Devido ao aumento significativo de usuários conectados e de informações geradas, o Big Data se tornou indispensável para as cidades inteligentes conseguirem acompanhar e interpretar o fluxo de informações que circulam nos municípios. 

A tecnologia ajuda a analisar e interpretar as informações coletadas, identificando comportamentos, tendências, necessidades e problemas enfrentados pela população.  

Além disso, o Big Data consegue auxiliar às cidades inteligentes a tomarem decisões mais certeiras, com base em insights poderosos, para aprimorar processos e melhorar a qualidade de vida das pessoas. 

4. Cloud e Edge Computing

Os sistemas, soluções e serviços baseados em computação em nuvem são fundamentais para selecionar os dados que têm mais relevância nas cidades inteligentes, reduzindo o índice de ruídos, visto que a combinação de alta conectividade promove uma produção massiva de informações.  

Ao identificar os dados mais relevantes para os municípios, será possível descartar aqueles que não são importantes, diminuindo a distância entre o processamento e a análise.  

5. Inteligência Artificial (AI)

A Inteligência Artificial é essencial para automatizar e agilizar a tomada de decisão das cidades inteligentes, além de atuar como um excelente mecanismo de análise de dados. A tecnologia, com base no comportamento dos usuários, conseguirá promover experiências mais personalizadas e satisfatórias. Quanto mais recursos de AI integrados, mais a cidade é inteligente.  

Conclusão: 

As cidades inteligentes se transformaram em uma tendência para os próximos anos. Muitos municípios já estão adotando estratégias para modernizar os serviços oferecidos à sociedade, com o intuito de melhorar a qualidade de vida da população.  

No entanto, para que as “smart cities”, de fato, funcionem, é preciso contar com uma série de tecnologias aprimoradas, visando otimizar processos, acompanhar o comportamento das pessoas e identificar quais melhorias devem ser feitas.  

Graças aos adventos tecnológicos que acompanham a Transformação Digital, as cidades inteligentes podem trabalhar para inovar e implementar práticas mais sustentáveis, dinâmicas e que consigam atender às necessidades de sua população.  

80f01a82-lp-digital-02_10000000lr0gn000000028
ESPAÇOS DE TRABALHO DIGITAIS. CONHEÇA TUDO SOBRE ESTA NOVA ESTRATÉGIA COLABORATIVA.

Escreva seu comentário

Posts relacionados

Realidade aumentada e metaverso: qual a relação entre eles?

Embora sejam tecnologias diferentes, a Realidade Aumentada e o Metaverso podem trabalhar em conjunto para promover experiências mais imersivas aos usuários.  

4 principais tendências tecnológicas para o setor de infraestrutura

Veja quais tendências tecnológicas serão fundamentais para o setor de infraestrutura em 2022 e nos próximos anos: 

Por que a gamificação é uma ótima ferramenta para empresas?

A gamificação é uma tendência que chegou para transformar e modernizar as empresas. Descubra todo o poder deste conceito tecnológico!