BLOG TD SYNNEX
O blog dos negócios de TI.

A evolução da televisão está chegando! Conheça a TV 3.0

A TV 3.0 une televisão e internet em um único padrão tecnológico. Aprofunde-se no assunto! 

Desde a sua chegada no Brasil em 1950, a televisão tem desempenhado um papel fundamental na vida dos brasileiros. Atualmente, cerca de 70% da população ainda acompanha esse canal de comunicação para se informar sobre os acontecimentos do país e do mundo todo. 

Segundo o Kantar Ibope Media, os brasileiros passam em média 5 horas e 17 minutos diante da tela, sendo que 80% desse tempo é dedicado à TV linear, aquela que segue a programação das emissoras. No entanto, nos últimos anos as emissoras de TV têm sentido o impacto do crescente das plataformas de streaming. 

Diante dessa preocupação, surgiu a necessidade de oferecer aos telespectadores uma experiência televisiva mais personalizada, ágil e flexível. É nesse contexto que o conceito de TV 3.0 começou a ser idealizado.  

Neste artigo você lerá os seguintes tópicos: 

  • TV 3.0 no Brasil: o que é?  
  • Como vai ser a TV 3.0?  
  • Como utilizar a TV 3.0?  
  • Quando a TV 3.0 estará disponível? 

Boa leitura! 

Este novo padrão tecnológico promete ir além da simples transmissão de conteúdo, integrando televisão e internet para proporcionar uma experiência de visualização personalizada, com qualidade de som e imagem aprimorada, além de acesso facilitado pela conectividade. 

O Ministro das Comunicações (MCom), Juscelino Filho, afirma que o Brasil se prepara para abraçar essa mudança: "o grande diferencial vai ser justamente a questão da integração da transmissão da televisão com uma melhor qualidade de imagem, qualidade de som, com a conectividade, com a internet, com a banda larga”. 

Neste texto, exploraremos o significado da televisão 3.0 para o cenário da comunicação no Brasil. Acompanhe para saber mais sobre esse avanço. 

TV 3.0 no Brasil: o que é? 

A TV 3.0 representa uma evolução do Sistema Brasileiro de Televisão Digital Terrestre (SBTVD) — ou TV digital aberta — trazendo consigo uma série de inovações que prometem transformar a experiência televisiva.  

Com essa tecnologia, a tradicional seleção de canais será substituída por aplicativos, oferecendo aos telespectadores acesso a conteúdo ao vivo ou por demanda na TV aberta, além de uma programação mais personalizada. 

O conceito promete uma qualidade de imagem excepcional, com um aumento de pelo menos quatro vezes no número de pixels, resultando em cores mais vibrantes e uma nitidez ainda melhor. Os telespectadores poderão assistir seus canais, programas, filmes e séries favoritos com resoluções de até 8K. 

Essa evolução também traz consigo sons mais imersivos, similares aos que encontramos em salas de cinema, para deixar os usuários completamente imersos no ambiente virtual.  

Na prática, isso significa que os canais abertos serão capazes de oferecer uma qualidade de imagem e som comparáveis aos serviços de streaming populares, como Netflix, Amazon Prime, Max e Disney+. 

Certifique-se!

Mas como essa evolução acontecerá? Veja abaixo. 

Como será a TV 3.0? 

A principal mudança será a substituição dos canais transmitidos via antenas (até os canais de sinal aberto) por aplicativos, permitindo que a população acesse conteúdo ao vivo ou por demanda de forma mais interativa. 

"Essa interatividade vai proporcionar também novas oportunidades de negócios, por meio da oferta e consumo de propagandas, marketplace (ambiente de compra e venda) e ambiente de compras." explica Juscelino Filho. 

Essa mudança também impactará a maneira como as emissoras lidam com a produção e distribuição de conteúdo. Novos investimentos serão necessários para se adaptar a essa nova realidade, e o governo está estudando a criação de linhas de crédito para auxiliar as emissoras a investirem nessa tecnologia de transmissão avançada. 

Também será necessário contar com equipamentos compatíveis com a TV 3.0. 

Como utilizar a TV 3.0? 

Atualmente, não encontramos modelos de TVs disponíveis no mercado brasileiro capazes de receber o sinal da TV 3.0 diretamente. Por essa razão, inicialmente, será necessário utilizar conversores para adaptar os sinais de transmissão. 

O processo de implementação da TV 3.0 acontecerá em duas fases distintas: 

  • TVs com receptores para conversão de sinal: no primeiro momento, os telespectadores precisarão adquirir receptores que realizem a conversão dos sinais para torná-los compatíveis com os aparelhos de televisão existentes. Esses receptores servirão como uma ponte entre o sinal da TV 3.0 e os televisores convencionais.
  • Avanço da implementação e surgimento de novos televisores no mercado: à medida que a implementação da TV 3.0 avançar, podemos esperar o lançamento de novos modelos de televisores que já serão capazes de receber o sinal diretamente, sem a necessidade de dispositivos de conversão adicionais. Ou seja, no futuro, os consumidores poderão adquirir televisores compatíveis com a nova tecnologia. 

Quando a TV 3.0 estará disponível? 

A expectativa é que até o início de 2025 a tecnologia esteja disponível. Sua migração, no entanto, será gradual, começando pelas grandes capitais. 

Em resumo, a chegada da TV 3.0 representa um marco na evolução da televisão brasileira. Com sua promessa de interatividade, qualidade de imagem e som aprimorados, e uma maior integração com a internet, esse novo padrão tecnológico está prestes a transformar radicalmente nossa experiência televisiva. Presenciaremos uma nova era de entretenimento e informação, onde as possibilidades serão ainda maiores.  

80f01a82-lp-digital-02_10000000lr0gn000000028
ESPAÇOS DE TRABALHO DIGITAIS. CONHEÇA TUDO SOBRE ESTA NOVA ESTRATÉGIA COLABORATIVA.

Escreva seu comentário

Posts relacionados

4 principais tendências do 5G para o futuro

Confira as principais tendências do 5G para os próximos anos. 

Futuro imersivo: o que esperar do metaverso nos próximos anos?

O metaverso ainda é uma tendência? Descubra o que esperar nos próximos anos e como as empresas modernas precisarão se adaptar! 

Tudo que você precisa saber sobre indústria 5.0

A Indústria 5.0 promove a união entre humanos e cobots para uma produção mais eficiente, personalizada e sustentável. Entenda mais sobre o conceito: